quarta-feira, 24 de julho de 2019


“Quando ensinamos às crianças os benefícios de se conviver com a velhice, elas, naturalmente, percebem o idoso como um ser humano que tem sentimentos, experiências e sabedorias. Dessa forma, o processo de conhecimento acaba sendo incorporado quando elas se tornam adultas. A construção de uma sociedade mais justa e solidária, com valorização do ser humano, depende do aumento das relações ‘intergeracionais’. Socialmente nos é muito valioso continuarmos seguindo em frente com o legado deixado por nossos ancestrais, assim nos dando forma e identidade cultural, a coisa mais importante para os povos e nações.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário